A (RE)CRIAÇÃO DE SIMONE PEDERSEN

A natureza presenteou o mundo com uma infinidade de seres, dos minúsculos aos descomunais, que povoam (quase) todos os ambientes terrestres. São os animais. Seres que dividem conosco este planeta que chamamos de Terra. O relato bíblico encanta e faz sonhar com os dias primevos da criação:

Deus disse: “Pululem as águas de uma multidão de seres vivos, e voem aves sobre a terra, debaixo do firmamento dos céus.”
Deus criou os monstros marinhos e toda a multidão de seres vivos que enchem as águas, segundo a sua espécie, e todas as aves segundo a sua espécie. E Deus viu que isso era bom.
E Deus os abençoou: “Frutificai, disse ele, e multiplicai-vos, e enchei as águas do mar, e que as aves se multipliquem sobre a terra.”
Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o quinto dia.
Deus disse: “Produza a terra seres vivos segundo a sua espécie: animais domésticos, répteis e animais selvagens, segundo a sua espécie.” E assim se fez.
Deus fez os animais selvagens segundo a sua espécie, os animais domésticos igualmente, e da mesma forma todos os animais, que se arrastam sobre a terra. E Deus viu que isso era bom.
Então Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança. Que ele reine sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos e sobre toda a terra, e sobre todos os répteis que se arrastem sobre a terra.”
Gênesis 1:20-26

O ser humano brinca  – desde as cavernas que guardam as figuras rupestres – de (re) criar aquilo que o cerca e o fascina.

Em Poemas Minimalistas, a escritora Simone Pedersen segue a tradição humana de ser coautora na Criação. Ilustrado por Mário Silva, o livro traz 60 poemas que têm o poder de nos obrigar a lê-los inúmeras vezes,  tentando captar toda a magia que as palavras e as ilustrações encerram. É um caso de simbiose perfeita entre texto e ilustração.

Publicado pela editora RHJ, de Minas Gerais, a obra pode ser encontrada nas escolas públicas do Brasil, graças à distribuição realizada  pelo Ministério da Educação através do Programa Nacional Biblioteca da Escola.

Quem ama animais, quem ama poesia, pode procurar em uma biblioteca escolar pública aí bem pertinho da sua casa. Ou entrar em contato com a editora: http://www.editorarhj.com.br

Em uma época em que fácil fácil se destrói uma bacia hidrográfica quase por completo, em nome do lucro fácil e irresponsável, Simone Pedersen vem nos presentear com uma obra que faz sonhar com o dia em que Deus criou a Vida.

Simone Pedersen

 

 

Antonio Neto

Santa Maria de Jetibá – ES, 29 de Fevereiro de 2016.

 

Anúncios

Sobre antoniopneto

Professor de Língua Portuguesa, contista e cronista.
Esse post foi publicado em Poesia, Sem categoria e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s