“Aos senhores, senhoras, senhoritas e jovens solteiros”, crônica de Antonio Rocha Neto.

screenshot_2

Andei pensando: usamos o termo “senhora” para dirigir a palavra a mulheres casadas e “senhorita” para dirigi-la a mulheres solteiras. Usamos o termo “senhor” para dirigir a palavra a homens casados e “senhorito” para dirigi-la a homens solteiros. Certo? Peraí, o corretor ortográfico sublinhou em vermelho a palavra “senhorito”. Sublinhou de novo! Melhor pesquisar.

Pesquisa concluída: o que achei foi o seguinte: “Se senhorita designar senhora pequena, o masculino será “senhor pequeno”, “senhor de baixa estatura”, “fraca figura”, etc. Se senhorita significar “mulher jovem e solteira”, os correspondentes masculinos serão: “jovem cavalheiro”, “senhor jovem e solteiro”, “homem jovem e solteiro”. Curioso, não? Existe uma palavra específica para indicar se uma mulher é casada ou solteira, mas não existe o equivalente para os “jovens cavalheiros”. Não basta, para uma mulher, ser uma “jovem dama”. A informação está incompleta. Importa saber se é casada ou solteira. Para nossa sociedade machista o que importa é saber se a “jovem dama” ainda está “no mercado” ou se “já foi arrematada”. Se aquele belo objeto deve ser respeitado, por já ter um dono, ou se ainda posso “dar um lance”.

Analisando mais detidamente: para o termo “senhorita”, no sentido de “mulher jovem e solteira”, temos que o equivalente pode ser “homem jovem e solteiro” ou “senhor jovem e solteiro”. Quer dizer: um homem jovem e solteiro pode ser tratado como “senhor”. Já as senhoritas só podem ser tratadas como “senhoras” se já possuem seu senhor!

Já que estamos falando da língua portuguesa vale a pena observar um traço da cultura portuguesa: em Portugal as mulheres solteiras são tratadas, no âmbito familiar, como “meninas”. Os homens não: deixam de ser meninos já na adolescência, e pouco importa se esses senhores se casarão ou não, um dia. São senhores de seus destinos!

Pesquisando sobre o significado da palavra “senhorita” podemos encontrar algumas coisas bem interessantes. Num dos sites se lê: “Tratamento côrtes que se dá às mulheres não-casadas. Moça solteira.” E complementando a explicação há a aplicação do termo numa única (e significativa) frase: “A senhorita procura um marido.” Que coisa, hein! Em vista desta frase talvez coubesse mais uma definição para o termo, naquele site: “Senhorita: mulher solteira à procura de marido”.

Outra curiosidade que gostaria de repartir com os senhores, as senhoras, as senhoritas e os jovens senhores solteiros: antigamente “senhorita” tinha outro significado: designava somente mulheres baixas, mulheres de pequena estatura. Em algum momento o termo teve seu uso ampliado para designar também as mulheres solteiras, o que me parece bastante pertinente, afinal de contas, qualquer mulher, não importa sua estatura, só terá chance de um dia ser vista como uma grande mulher se ao lado de um distinto senhor. Certo, meninas?

Quando se casam, nas igrejas, os padres ou pastores dizem a tão esperado frase: “Eu o declaro marido e mulher”. Marido deriva etimologicamente de “mas”, macho, em latim, que dá origem a “maritus”. Fêmeas então, por não serem machas, não podem se tornar “maridas”. Mas toda fêmea pode crescer, deixar de ser senhorita, mulher baixa, deixar de ser mera menina e, tendo tido êxito na procura de um marido, se tornar, enfim, mulher!

Não sou padre ou pastor, mas posso também fazer minha declaração. E a faço, de forma clara: a todas vocês, solteiras, casadas, viúvas: a cada uma de vocês, eu as declaro MULHER! Senhoras de seus destinos!

Antonio Rocha Neto (23/03/2017)

(Esta crônica foi publicada no jornal  Correio 9, de 05/01/2019.)

 

457346_3519739510455_1181042110_3411361_149357963_o

Antonio Rocha Neto é economista, filósofo, membro da Academia de Letras de Vila Velha.

Anúncios

Sobre antoniopneto

Professor de Língua Portuguesa, contista e cronista.
Esse post foi publicado em Academia de Letras de Vila Velha, autores do Espírito Santo, crônicas, escritores do Espírito Santo e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s